segunda-feira, 12 de julho de 2010

Aprendendo a viver sem se dopar

Naturalmente, não é só com drogas que nos dopamos; nós o fazemos com qualquer coisa utilizada para nos entorpecer, de modo que não tenhamos de sentir. É um hábito que inclui nos empanturrarmos de comida, tomar uns tragos depois do trabalho, fumar dois maços de cigarros por dia, ficar vendo quatro ou cinco horas de televisão à noite ou tomar tranqüilizantes para os nervos. Todas essas são formas que as pessoas "respeitáveis" adotam para se narcotizarem, e muitos de nós se apóia em mais de um desses hábitos.
Vivemos numa era de ansiedade, em que nossas necessidades lunares não estão sendo satisfeitas, e na qual sofremos perdas freqüentes. Como é socialmente deselegante ter sentimentos profundos demais, o hábito de se drogar está se tornando um meio de vida. No entanto, a maioria dos tipos de droga, usados compulsivamente, são nocivos à saúde, como o são os sentimentos reprimidos que se expressam psicossomaticamente.
No fim das contas, a droga não resolve o problema, ela apenas irá adiá-lo e, muitas vezes, torná-lo pior. Em última instância, você terá de enfrentar a questão; algum dia terá de encarar a dor, ou a raiva, ou aquilo que está evitando, seja lá o que for. Contudo, ao não encararmos as questões no devido tempo, complicamos nossas vidas. A situação vai ficando pior, porque quando não estamos dando atenção a nossos verdadeiros sentimentos, agimos de maneira neurótica ou autodestrutiva.
Precisamos nos reeducar para sentir. Praticar meditação, manter um diário, fazer astrodrama ou trabalho com sonhos são coisas que podem nos ajudar na sintonia com nosso hemisfério lunar. Outras técnicas serão dadas no capítulo final. Rastrear a Lua por intermédio de seu mapa astrológico, pode ser mais um recurso proveitoso. Pode-se atingir um grau maior de autopercepção usando conscientemente as Luas nova e cheia e o pré-menstrual.
Sentimentos que não expressamos podem ser dolorosos, portanto é importante formar uma rede de apoio com amigos, ou um grupo formal, em que você possa liberar seus sentimentos em segurança. Em certos grupos de auto-ajuda se diz, "sem dor não há progresso", mas o importante é que sua dor seja usada como estímulo para o crescimento. Se você continuar afundado(a) nos padrões derrotistas que só fazem perpetuar a dor, a tentação de se dopar pode ser irresistível.
Parte do que foi dito até agora parece ter saído diretamente do círculo do Ascendente Câncer, não é mesmo? Gêmeos na 12ª casa e Touro na 11ª mostram algumas respostas. A medida que for percorrendo o círculo, enquanto elabora outras dificuldades lunares, você descobrirá que seu equilíbrio emocional vai melhorando. Os processos delineados neste livro irão colocá-lo(a) em contato mais direto com seus sentimentos. Essa consciência só tem utilidade se você estiver desejando trabalhar nas coisas que pode mudar — principalmente os seus modos prejudiciais de tratar a si mesmo e aos outros.
Sem o desejo de crescer, estaremos perdido(a)s numa sociedade em rápida transformação.
É de extrema importância aprender a cuidar de si e a trabalhar regularmente para desanuviar o hemisfério lunar.

*** Trecho do livro: A Lua na Sua Vida, e as Influencias na vida da mulher - Donna Cunnigham

Já li e estou relendo esse livro que na minha opinião toda mulher deveria ter, pois trabalha fundo com as questões femininas, maternidade, menstruação, sentimentos e todo o universo lunar... e reler está me ajudando a ter idéias maravilhosas para o Circulo Feminino, para trabalhar com as minhas meninas.
Quem quiser eu também tenho em Ebook... viu Iony??? rsrsrs... eu mando pra você amada...
Beijus a todas que estão procurando se conectar com seu feminino ancestral!

4 comentários:

Iony disse...

Curti bastante!!! Me fez pensar em como cada vez mais vemos pessoas, nao somente mulheres, em crises de depressão e afins.è pra se pensar.....

Eu quero o e-book!rsrs

([salix sam]) disse...

Eu tb quero o e-book!! *0*
Acho que eu me dopo entrando em livrarias .__.' ...
Na verdade a própria internet é uma grande fonte de distração...

Nunca me esqueço que os melhores dias da minha vida foram em contato com a natureza longe de tudo isso.

Beijo pra ti =)
obrigada pela inspiração

* Fada * disse...

*Texto fantástico !!!

*Eu também quero um e-book !!!

*Quanto custa, *Guerreira ?!

Ana Fran disse...

Gosto mto de ler seu blog...somos guerreiras de almas sutis e verdadeiras!!!! Viva a força feminina!!!! Um ótimo fim de semana....ana fran - artemixnatureza.