quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Desabafar faz bem?

Essa pergunta tem me atormentado à semanas... à semanas venho soltando coisas em fragmentos, aos pedaços e pior, sinto que isso está me consumindo, se tornando um veneno me deixando amarga, anestesiada. Por fora um semblante quase sempre brincalhão, mas por dentro uma mulher maquiavélica tramando vinganças.

Cansada de se sentir usada, cansada de se sentir abandonada, cansada de lutar pelo o que não vale a pena, cansada de ser julgada, cansada de ser questionada. E principalmente apontada, não tenho pulso firme, sou drámatica, sou chata.

Tirar forças do útero... das entranhas para não fazer nenhuma besteira maior ou pior.

A sensação de impotência, de desespero as vezes toma conta de mim. E a unica coisa que faço nessas horas é me trancar no banheiro e chorar até cansar. Lá ninguém pode me ver, me incomodar, me questionar. Sou somente eu e minhas lágrimas.

Sinto saudades de um tempo quando não me sentia sozinha, me sentia amparada. Hoje isso são só palavras, como que para convencer á mim mesma. Mas à quem quero enganar?
Se não fosse a Deusa... e a imensa fé que sinto... não sei o que seria.

Mas pior mesmo é sempre ser procurada quando precisam de você... nunca te ligam para saber se você está bem, mas de repente aparecem e te pedem favores como se você tivesse a obrigação de ajudar. Isso foi a gota d'água no meu copo transbordando.
Queria ter tido a coragem necessária para soltar todos os cães do Submundo em cima dessa pessoa. Mas dei uma desculpa e sai pela tangente.

Porque para mim é tão dificil olhar na cara de certas pessoas e simplesmente falar, quando existem outras que nem faço força. Simplesmente flui... como um rio.
A culpa é minha... os bloqueios são meus... saber disso resolve? Não!!!
Acho que tá na hora de voltar para a Análise. Antes que meus problemas afetem as pessoas ainda mais, eu enlouqueça e leve mais algumas pessoas comigo!

Precisava escrever... precisava falar... ler em voz alta...
Se você já passou por algo semelhante, ou está passando, saiba que não está só!
Somos muitas loucas soltas por ai!
Minha camisa de força se rasgou há alguns meses, e nada é capaz de remendá-la.
Assim como meu coração que está despedaçado... só existe uma cola capaz de juntar esses pedaços, e ela não está à venda em qualquer lugar.
Que a Grande Mãe a Senhora da Vida, Morte e Regeneração cuide de mim!

Pois admito que não consigo mais fazer isso sozinha!

3 comentários:

Thaimí Quevedo disse...

Minha Amiga, sinto muito do que relatou, e estou orgulhosa de vc ter colocado tudo isso pra fora (mesmo que em texto), essa coragem eu ainda não tive!
Muito obrigada por compartilhar comigo, tb essa angutia q nos consome! Saiba que pode contar comigo, assim como sei que posso contar contigo, estamos no mesmo barco, acredite... Se quiser conversar por email: mimiq@hotmail.com, fique a vontade!!!
Mil Bjkas e siga sempre na Luz e na Paz da Grande Mãe, da grande Energia Cósmica que nos rodeia!!!
Namastê!!!

Luciana disse...

Olá! Pois é... somos muitas loucas soltas por aí mesmo. Comecei a seguir seu blog a pouco tempo, mas se você se sentir a vontade, me adiciona no msn: lu.gteixeira@hotmail.com. Eu acho que desabafar faz bem, sim. Acho que é a única coisa que impede a gente de pirar de vez... em texto é melhor ainda, porque quando a gente desabafa com uma pessoa, corre o risco de ser julgada, o que não ajuda. Enfim, qualquer coisa, estamos aqui. ^^ desabafemos juntas e confiemos na nossa guerreira interior. Que a coisa anda feia.

([säm]) disse...

É meo...tá foda =/

Mas sabe...acho que se você tivesse dito pra pessoa certa tudo que ela tem feito pra te incomodar e que isso não tá certo...além de resolver seu problema com a pessoa, a sua raiva não explodiria pra dentro =/

Nossa agressividade é sagrada também Babi...a Deusa também é furiosa. Nossa cultura nos educou pra sermos "civilizadamente mansas"...ai quando a coisa vai mal, quando precisamor reagir, os outros passam por cima.

Já ouviu falar que esse sentimento é como uma maré? Sua frustração retornará e retornará novamente até achar uma brexa (como essa última gota d'água). O mais certo a fazer é apenas descontar na pessoa certa (sem essa de que nos julgarão depois, de que as pessoas não tem culpa e o problema está em nós). As coisas são simples, nosso "civilizamento" é que complica tudo.

E torçamos pra não dar aquela gastrite....(virginiana...tipicamente...)